Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 29 de outubro de 2011

Refletindo Sobre o ser pai na era neo-pós-moderna.


 Gênesis 26:18 - E tornou Isaque e cavou os poços de água que cavaram nos dias de Abraão seu pai, e que os filisteus entulharam depois da morte de Abraão, e chamou-os pelos nomes que os chamara seu pai.

A figura paterna dos dias anteriores a neo-pósmodernidade era de um autoritário, ausente e muita vez violenta, mas trocar frauda brincar se emocionar com as conquistas de nossos filhos são características, dos pais desta época de contrastes e inovações.
Brincar, trocar frauda dar banho, ir com ele ao pediatra, participar, das festinhas infantis, dar comida e botar para dormir, estas  são coisas que só as mães sabiam e podiam fazer, hoje nos pais  fazemos com prazer e alegria a casos em que nos saímos melhores do que elas.
E verdade não carregamos  o filho por nove meses no ventre não sentimos os seus primeiros chutinhos, não vimos suas primeiras risadinhas, ainda no ventre materno, não fomos nos que sentimos as terríveis e aterradoras dores de parto, mas cá para nos hoje devemos pouco as mães.



Hoje pesquisas indicam que 89% dos pais abandonaram os modelos tradicionais, para ter maior participação, na vida dos filhos estarem presente e ter participação mais efetiva na vida dos filhos e uma exigência da agenda nossa de cada dia.
Para nos não basta levar na escola queremos ir às reuniões e festinhas, queremos saber quem é de onde e a tia que fica com eles na sala de aula, os pais de filhos adolescentes, além disto, eles vão aos jogos e festas de pijamas etc.
Mas e verdade que nosso comportamento, mudou, mas mudou também o mundo a nossa volta precisamos ser vigilantes, com violência urbana, jogos digitais, pornô-somia, pornografia, pedofilia, um surto psicopatas, que estão infiltrados, nas igrejas, nas escolas etc.
Neste ultimo caso tem ganhado corpo a discussão sobre as punições para o crime de pedofilia, como já disse em postagem anterior, me tapo de nojo de pedófilos e acho que a pena de morte qualitativa deveria ser implantada, no Brasil para este e outros tipos de crime.


Até 1960 era patriarcal em que o poder girava em torno da economia, paterna o que isentava os pais de relações afetivas com e para os filhos, pois demonstrar afetividade era decerto de mostrar fragilidade, por outro lado as mulheres eram sobre carregadas com as atividades domesticas e a educação dos filhos.
Ao pai cabia apenas da às ordens e impor a disciplina que muitas vezes chegava ao espancamento, dos anos de 1970 a 2000 houve uma mudança radical os homens começam a se dedicar mais aos filhos.
As mulheres sobre ao advento, do ultra feminismo e pelas mudanças nas conjunturas econômicas começam a trabalhar fora de casa, esta mudança se deve as redefinições dos papeis sociais de homens e mulheres, na sociedade dos dias de hoje.

Como escreveu o salmista nos Salmos 127:3-Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão. Com as mulheres mais contextualizadas, no ambiente de trabalho externo, e o homem tendo de trabalhar para reforçarem, o orçamento domestico os filhos muitas vezes ficam vulneráveis, a perigos como babas criminosas e uso excessivo, de TV e vídeo- game.

A importância do pai se torna cada vez mais necessária, o pai tem um papel de fundamental, importância na vida de seus filhos e em seu desenvolvimento há casos em que um divorcia necessário e preciso deve ser prolongado ou adiado para o bem da criança.

Já está comprovado que a ausência da figura paterna trás conseqüências psicológicas, para a criança desta forma porque a figura paterna tem importância, no desenvolvimento cognitivo, emocional e social de uma criança pode se disser que esta relação fortalece o caráter do homem.

Finalmente como pai tem aprendido que a presença da figura paterna permite ao filho tomar iniciativas e com elas aprender a distinguir entre o certo e o errado, meu filho Yohannes tem apenas, mas já mexe muito no PC tenho observado que quando ele faz alguma coisa da qual sabe que não vou gostar então ele já vai me encontrar na porta dizendo “vá PA lá, vá PA lá”.


Então sempre pergunto de forma pedagógica e didática o que você, fez de errado? Então vou lá e sempre tem algo a ser corrigido nada demais, no entanto uso isto para ensinar-lhe outras lições a afinal não sei até quando Deus vai nos permitir ficar junto. Provérbios 17:6A coroa dos velhos são os filhos dos filhos; e a glória dos filhos são seus pais.


Soli De Gloria             
                                    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.