Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 2 de maio de 2010

BULLYING SOCIAL UMA ARMA DA RELIGIÃO SATÃNICA NEO-PÓS-MODERNA PARTE II.

“Filho meu, se os pecadores querem seduzir- te não o consintas. Se disserem vem conosco embosquemos-nos para derramar sangue, espreitemos ainda que sem motivo, os inocentes.” Provérbios de Salomão Cap.-1 versos 10-11 Leiam mais em http://.www.joseanolaurentino.blogspot.com


Nestes textos temos uma explicação para o que realmente é um bullying; e um conselho que deveria nortear a vida de qualquer crente sincero, o papel de seduzir para a pratica do mal é do diabo, ele não vai usar de ataques extremos ou forças que se possam desbaratar logo o crente, quando ouvir certas coisas e convites deve se perguntar: Porque devo fazer isto?se Jesus estivesse aqui, participaria de algo satânico assim ? Contra um Cristão, ainda que falho? É lógico que se o Crente pertence a uma igreja que, por Exemplo, realiza sua escola dominical em um prédio da prefeitura e o prefeito e seus associados são os responsáveis pelo bullying, como o pastor desta igreja e empregado do prefeito, teria como não participar do mal, ele (o pastor) teria ainda que incentivar sua igreja a fazer do mal bem, e do bem mal.

 Como no exemplo retros- citado temos ainda que pensar no que Salomão diz em Provérbios 16 -28-29 “O homem perverso espalha contendas, e o difamador separa os melhores amigos, O homem violento alicia o seu companheiro e guio por um caminho que não é bom” bem cada Cristão é responsável por suas escolhas, aliás, todo ser humano é um agente responsável, com liberdade de escolhas limitadas somente pela soberania de Deus. Logo o que decidimos fazer é o que a Justiça Divina Tanto Atributiva quanto Retribuitiva vai demandar de nós; “cada um será Julgado segundo as suas obras” Há eu participei porque tava todo mundo fazendo, pergunta: Se todo mundo tomar veneno você é obrigado a tomar também? No caso do bullying já falamos sobre a escola, vejamos outros lugares, como por exemplo: O bullying em locais de trabalho, (algumas vezes chamado de "Bullying Adulto") é descrito pelo Congresso Sindical do Reino Unido como: "Um problema sério que muito frequentemente as pessoas pensam que seja apenas um problema ocasional entre indivíduos. Mas o bullying é mais do que um ataque ocasional de raiva ou briga. É uma intimidação regular e persistente que solapa a integridade e confiança da vítima do bully. É freqüentemente aceita ou mesmo encorajada como parte da cultura da “organização".

Temos ainda o bullying, que é feito nas Igrejas, está é a forma mais satânica, pois tenta tirar o Cristão dos Braços amorosos de Seu Deus e lhe dizer que se as pessoas que supostamente representão Deus, estão participando de algo assim é porque Deus não te Ama, e o Sacrificio de Cristo Na Cruz não foi Por você,” Ta reprendido Satánas”hahahahaha (Risos ). Portanto um pastor ou membro de igreja que partissipa de Bullying é no mínimo um inconverso ou mal carater, não esta servindo a Deus como deveria, ainda mais quando se sabe que os lideres do Bullying são assassinos, santanistas, idólatras e pessoas de carater e mentes pervertidas, psicopatas . O que realmente seria um pastor acolhoado com este tipo de gente? Se não for para Evangelizar ? é muito estranho mesmo. Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso.Se você meu leitor me pergunta: Joseano o que tem de errado com você, eu vou te respomder com muita sinceridade, muitas coisas, mas eu levo O Meu Deus a sério, o problema dos evangélicos neo-pós-modernos é que:” Deus fez o homem Conforme a sua imagem e conforme a sua semelhança” ,agora cada Igreja está tentado criar um deus a sua imagen e diacordo com seus desejos e o que paulo diz: “ comichão nos ouvidos”.

Bem o Deus verdadeiro não deichará impune nenhum deles ou de quem fizer o mal só por diverssão sabe, a Justiça divina é Linda, por um de seus Eleitos Deus mata, aleija,enloquece e mais, da ao inimigo o que ele, deseja para o servo (a) do Senhor, isto é um fato inigável e vocês sabem disso, temos também na VizinhançaEntre vizinhos, o bullying normalmente toma a forma de intimidação por comportamento inconveniente, tais como barulho excessivo para perturbar o sono e os padrões de vida normais ou fazer queixa às autoridades (tais como a polícia) por incidentes menores ou forjados. O propósito desta forma de comportamento é fazer com que a vítima fique tão desconfortável que acabe por se mudar da propriedade. Nem todo comportamento inconveniente pode ser caracterizado como bullying: a falta de sensibilidade pode ser uma explicação já na Política O bullying entre países ocorre quando um país decide impôr sua vontade a outro. Isto é feito normalmente com o uso de força militar, a ameaça de que ajuda e doações não serão entregues a um país menor ou não permitir que o país menor se associe a uma organização de comércio.

Em 2000 o Ministério da Defesa (MOD) do Reino Unido definiu o bullying como : "…o uso de força física ou abuso de autoridade para intimidar ou vitimizar outros, ou para infligir castigos ilícitosTodavia, é afirmado que o bullying militar ainda está protegido contra investigações abertas. O caso das Deepcut Barracks, no Reino Unido, é um exemplo do governo se recusar a conduzir um inquérito público completo quanto a uma possível prática de bullying militar. Alguns argumentam que tal comportamento deveria ser permitido por causa de um consenso acadêmico generalizado de que os soldados são diferentes dos outros postos.
 Dos soldados se espera que estejam preparados para arriscarem suas vidas, e alguns acreditam que o seu treinamento deveria desenvolver o espirito de corpo para aceitar isto Em alguns países, rituais humilhantes entre os recrutas têm sido tolerados e mesmo exaltados como um "rito de passagem" que constrói o caráter e a resistência; enquanto em outros, o bullying sistemático dos postos inferiores, jovens ou recrutas mais fracos pode na verdade ser encorajado pela política militar, seja tacitamente ou abertamente (veja dedovschina). Também, as forças armadas russas geralmente fazem com que candidatos mais velhos ou mais experientes abusem - com socos e pontapés - dos soldados mais fracos e menos experientes. Alcunhas ou apelidos (dar nomes)



Normalmente, uma alcunha (apelido) é dada a alguém por um amigo, devido a uma característica única dele. Em alguns casos, a concessão é feita por uma característica que a vítima não quer que seja chamada, tal como uma verruga ou forma obscura em alguma parte do corpo. Em casos extremos, professores podem ajudar a popularizá-la, mas isto é geralmente percebido como inofensivo ou o golpe é sutil demais para ser reconhecido. Há uma discussão sobre se é pior que a vítima conheça ou não o nome pelo qual é chamada. Todavia, uma alcunha pode por vezes tornar-se tão embaraçosa que a vítima terá de se mudar (de escola, de residência ou de ambos).

 portanto A Deus devemos Tributar Honras e Glórias em todo o tempo o tempo todo, pois este é o dever de todo ser no universo infino- finito principalmente do homem, quer seja salvo quer seja perdido é exatamente isto o que Deus requer de nós.




Sola Deo Glórias.