Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Neo- pós- modernidade e a morte nossa de cada dia e o dia da morte da Morte. Parte I

Não se pode evitar o inevitável, não se pode fugir do infugível num mundo extremamente materialista e consumista em que o ter vale muito mais do que o ser. Vemos uma corrida alquimista pelo elixir da longa vida sem Deus e no pecado os homens querem acabar com as doenças, querem prever e controlar as chamadas catástrofes naturais, leia mais em : www.joseanoleao.blogspot.com e www.twitter.com/JlJoseano www.ultimato.com.br.


Morrem 3 pessoas no mundo a cada segundo, 180 por minuto,10800 por hora, 259.200 por dia, 7.776.000 por mais, que eu e você queiramos fugir disso um dia, também vamos morrer, mas a questão não é como se morre mas como se vive antes de morrer.

Conversei recentemente com uma senhora que havia perdido seu irmão e ela me perguntou “para você o que é a Morte?”. Respondi: a Morte para mim é só um meio de transporte para a eternidade e lá só tem duas paradas céu e inferno, nada, além disso, você, meu leitor pode está chocado com a simplicidade e dureza da resposta, mas,
                                                                                                                       
morrem conhecidos, desconhecido, parentes, aderentes, Fulanos e Beltranos. Em Deus podemos analisar a morte de vários anglos, mas devemos começar pelo o começo e foi lá na eternidade. Porém antes de voltarmos para a eternidade devemos nos lembrar que houve três eventos históricos a época da libertação de Israel e saída do Egito, quando a morte tornou-se uma realidade necessária. Para se entender a razão pela qual é correto falar da necessidade da morte, é necessário lembrar-se da declaração de Deus antes da queda: “porque no dia em que você comer dela, morrendo você morrerá, ou certamente morrerás” (Gênesis 2.17). O comentário do Novo Testamento que explica esta declaração do Antigo Testamento é: “O salário do pecado é a morte” (Romanos 6.23). Deus havia deixado claro para Adão e inspirou Paulo a entender muito bem o que havia pretendido comunicar. Desobedecer a este comando, rejeitar seu modo de vida, afastar-se da sua comunhão de amor, traria o resultado inevitável da morte. E, como discutido previamente, a morte deve ser entendida adequadamente neste contexto. Refere-se, especificamente, à separação de Deus, a única fonte de vida e amor, para uma cessação eventual da vida animada (i.e., respiração e circulação sangüínea iriam cessar, fazendo com que o corpo físico se deteriorasse e voltasse ao pó). Adão e Eva imediatamente experimentaram a realidade da morte espiritual: sua separação de Deus e a quebra da comunhão íntima com ele. Eles não experimentaram imediatamente a realidade da morte física uma vez que Deus deteve isto deles e, assim, eles foram capazes de serem restaurados para a vida espiritual e comunhão através da iniciativa de Deus. O efeito certo do pecado, no entanto, sempre permaneceu: Separação de Deus é a separação dos aspectos internos e externos da pessoa humana. O primeiro poderia e seria dominado através da experiência real da morte espiritual, isto é, separação de Deus por alguém aceitável a Deus como um substituto.

 Deus proveu para esta experiência de morte, enviando seu Filho para morrer como um substituto para os pecadores arrependidos, confessos e crentes, você deve me perguntar: Mas Joseano por que os primogênitos do Egito tinham de morrer e porque tinha de ser um cordeiro não pode ser um bode? um boi? uma ave? porque Deus matou os perseguidores? Bem, você já deve ter notado que Os três eventos nos quais a morte teve um papel importante são a morte dos primogênitos do Egito, a morte do cordeiro pascal e a morte dos perseguidores egípcios. Bem, podemos dizer que todo proposto e determinação Deus tinha um propósito, Deus determinou seu propósito e Deus cumpriu seu propósito. A morte nossa de cada dia não é um acidente na História da humanidade é um salário, mas acima de tudo é um propósito de Deus, mas há uma coisa, haverá um dia muito lindo e solene é o dia da morte da morte, meus irmãos o ultimo inimigo, o mais cruel de todos eles morrerá, falaremos deste fato em postagens posteriores, agora deixem-me lhes dizer, que a morte é só um meio de transporte para a eternidade, o que nos deixa tranquilos e despreocupados, se temos a certeza da nossa salvação em Cristo e preocupados com os que estão nossa volta. http://www.joseanolaurentino.blogspot.com/.

Mas é fato que morrer não é o fim é só o começo de uma eternidade que pode ser boa e feliz ou ruim e triste, pense nisto, quanto a nós, devemos dar glórias a Deus em todo o tempo, o tempo todo, pois este é dever de todo ser no Universo infinofinito principalmente do homem quer salvo quer perdido então devemos entader queOs filhos primogênitos do Egito, tanto os nascidos da nobreza como os de escravos, morreram quando o último ato de julgamento contra o Egito foi requerido por Deus Yahweh. Os primogênitos do Egito deveriam morrer por causa do pecado persistente e da rebelião de Faraó, demonstrados especificamente em sua recusa em despachar Israel do Egito, o primogênito de Deus  (Êxodo 4.22). A razão pela qual Yahweh se referiu a Israel como seu primogênito deve ser entendida. Israel foi escolhido por Deus  para servir como seu representante privilegiado e amado entre todas as nações da terra. Ser o primogênito de Deus Yahweh era ser agente específico pactual profético sacerdotal e real em nome do Rei cósmico Yahweh. Através do primogênito, o programa de reino de Deus Yahweh seria executado e seus propósitos e metas alcançados.  No entanto, Faraó se recusou a reconhecer o reinado soberano de Deus sobre o Egito como também seu relacionamento específico com Israel e seus propósitos para ele. Faraó assumiu prerrogativas que somente Deus poderia reivindicar justamente. Ele apresentou-se como o governador soberano; seu filho mais velho, como o filho sucessor dos deuses, iria controlar o destino de Israel. Consequentemente, o golpe desferido contra o primogênito de Faraó, assim como o de todas as famílias egípcias, foi o golpe mais devastador que Faraó poderia receber. Significava que ele e seu filho mais velho não eram o que alegavam ser. Ele foi forçado a reconhecer que o Deus que podia passar sobre a terra e “ferir cada primogênito - de homens e animais” (Ex 12.12-29)  era, de fato, capaz de trazer julgamento sobre todos os deuses do Egito e seus agentes e filhos humanos. Assim, a morte de todo primogênito, a cessação efetiva de sua vida animada física, foi necessária para fazer Faraó perceber que ele não tinha a prerrogativa de manter e controlar o agente pactual eleito de Deus Yahweh entre as nações. Esta separação dos machos mais velhos das famílias foi uma conseqüência direta da separação espiritual de Faraó de Deus Yahweh (assim como do povo egípcio) como evidenciado pela sua rebelião de coração endurecido contra Deus Yahweh e sua rejeição a ele.




O primogênito de Israel também foi considerado parte da população egípcia. Estes primogênitos também estavam sob a ameaça de morte física. Deveria ser entendido que ninguém que vivia no Egito — egípcio, israelita ou membros de outras nações — poderia esperar ficar isento da ameaça de morte. Ninguém poderia ser considerado justo, pelos seus próprios méritos, diante de Deus Yahweh. Por esta razão, para que todos os primogênitos de Israel continuassem vivendo, deveriam ser protegidos da morte por um sinal divinamente imposto — a saber, o sangue no portal da casa em que viviam (Ex 12.7). Para que o sangue servisse como sinal, a vida tinha que ser confiscada. Um tipo especificamente prescrito de cordeiro tinha que ser abatido para se obter seu sangue.  A carne tinha que ser comida por todos que participariam na libertação que aconteceria depois da morte dos primogênitos egípcios e da continuação da vida dos primogênitos de Israel. Yahweh também mandou que os cordeiros pascais fossem abatidos anualmente por toda a história de Israel a fim de que o dom da vida e da liberdade da escravidão física e espiritual do Egito fossem lembrados (Ex 12.14-20).





O terceiro evento no qual a morte ocorreu foi no mar (Ex 14.21-28). Os israelitas, no seu caminho até Canaã através do deserto, foram guiados por Yahweh para a margem oeste do mar onde foram “encurralados entre o deserto e o mar”. Deus Yahweh sabia que Faraó não estava completamente submisso a ele; assim, seu coração foi endurecido mais uma vez (Ex 14.4, 8). Ele enviou seu exército para perseguir, capturar e fazer com que os israelitas voltassem para a escravidão. Deus Yahweh deu aos israelitas uma rota de escape miraculosa que se tornou uma armadilha mortal para o jactante exército egípcio, seus oficiais, cavalos, carruagens e tropas. O texto é misterioso e realístico: “nenhum deles sobreviveu” (Ex 14.28). Faraó, pessoalmente, e todo o Egito não foram somente humilhados em submissão, eles tiveram que perceber que estavam completamente vencidos; toda a habilidade de exercer o poder e a influência estava removida. Assim, o agente e servo representativo terreno do reino parasita satânico foi totalmente derrotado. A semente de Satanás foi esmagada. E, neste esmagamento por morte, a vida e a liberdade foram dadas com garantia aos israelitas em fuga por isto e por tudo que ele faça devemos dar-lhe a glória devida.







 .

Sola Dio Glória.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

A Neo-pós-modernidade “O desejo de levar o crime a sério”!!!

No dia doze do mês em curso eu estava na sala da minha casa no sofá com minha esposa Cibelly e meu filho Yohannes assistindo o telejornal, que chamo,( entre novelas), na Rede Globo Brasil TV.Leia mais sobre isto . www.joseanoleao.blogspot.com e www.twitter.com/JlJoseanoQuando fomos surpreendidos, por uma reportagem que seria cômica se não fosse trágica, um bandido estava na cadeia, e com seu celular dá instruções e broncas na senhora sua mãe pois, segundo ele, podia contar com os de fora e não podia contar com a própria família, mas o pior não foi isto é que chamando um seu” sobrinho” ele dá broncas no rapaz e diz a seguinte frase: “Leve o Crime a Serio” , aparentemente uma frase como outra qualquer, mas o fato é que esta simples frase demonstra como a impunidade gera nos criminosos a certeza de que o crime é sim uma indústria lucrativa e que a sociedade não tem o direito moral de pedir justiça ou qualquer coisa parecida. Porque deixamos que mensaleiros e mensalonistas riam de nossa cara, muitos serão lamentavelmente reeleitos para mais quatro anos de roubalheiras e nós ficaremos, comemorando a prisão falciforme do governador de Brasília que nada mais é do que um bode expiatório, para desviar a nossa atenção de tantas outras roubalheiras e corrupções.www.joseanolaurentino.blogspot.com


Sim, parece mesmo que levar o Crime à serio como estava pedindo o tio bandido para o sobrinho criminoso é mesmo uma opção viável e importante. Nisto me lembrei de um fato na Bíblia no livro do profeta Oséias, quando Deus diz que tem uma Contenda com os habitantes da terra vamos ler “ Oséias 4:1 OUVI a palavra do SENHOR, vós filhos de Israel, porque o SENHOR tem uma contenda com os habitantes da terra; porque na terra não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus. 2 Só permanecem o perjurar, o mentir, o matar, o furtar e o adulterar; fazem violência, um ato sanguinário segue imediatamente a outro.- 6 O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.”

Este texto mostra uma inequívoca verdade, Deus não está inerte ele está vendo e ouvindo tudo, mas tem coisas que são de nossa responsabilidade, como seres dotados de dupla cidadania não podemos pensar só em nosso lar celeste e deixar que o nosso lar terrestre seja carcomido pelo mal representado por homens corruptos que como ratazanas esfaimadas. Comem o erário público, nas festas da carne e nas orgias santanaricaninas de louvor a lúcifer.

Enquanto uma pobre mão catadeira de lixo pedia dinheiro aos outros, para seu filho não ir para a escola com fome, que festejou sua aprovação em primeiro lugar na universidade Federal de Pernambuco, agora tem de chorar amargamente a dor, causada mais uma vez pela impunidade, e os descumprimentos da lei de execuções penais do defasado código penal Brasileiro. A estúpida morte do meu colega, estudante universitário Alcides, por um criminoso que estava em liberdade condicional e que fugiu depois daquele tal indulto de natal, me faz manter firme a minha convicção de que precisamos da pena de morte qualitativa. Se a tivéssemos talvez ao invés de darmos aposentadorias a juízes e coronéis estupradores nós os estivéssimos proibindo-os de uma vez por todas de abusar sexualmente de nossas filhas e filhos.

Mas enquanto os criminosos querem levar o “Crime a serio” poucos são os Cristãos neste período neo-pós-moderno que estão levando o Cristianismo a serio. Aí nos perguntamos o que Deus está pensando?, sabemos a resposta, está na Bíblia. Quanto a nos, devemos dar glórias a Deus em todo o tempo, o tempo todo pois, isto e o dever de todo homem que seja salvo que seja perdido e é isto o que Ele pede de nos.
Salomão, como o rei de Israel, estava familiarizado com o uso estratégico de presentes. A palavra hebraica traduzida como “presente” – mattawn – aparece três vezes em Provérbios. O contexto de Provérbios 21:14 não é claramente aquele do governo civil. Em Provérbios 19:6 sim: “Muitos se  deixam acomodar pelos favores do príncipe, e cada um é amigo daquele que dá presentes”. Provérbios 18:16 pode se referir a governantes civis: “Com  presentes o homem alarga o seu caminho e o eleva diante dos grandes”. Grandes pode se referir a governantes civis. Se não, então esses homens têm acesso aos governantes civis. O princípio geral governando esses provérbios é encontrado em Provérbios 17:8: “O presente é, aos olhos dos que o recebem, como pedra preciosa; para onde quer que se volte servirá de proveito”.
 
 Nesse provérbio, a palavra hebraica é diferente: sachad. Ela é usada repetidamente para descrever suborno. Na maioria, os textos são hostis. Eles são governados por essa pressuposição: “Pois o SENHOR vosso Deus é o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terrível, que não faz acepção de pessoas, nem aceita recompensas” (Dt. 10:17). O que se aplica a Deus deve se aplicar também àqueles que agem como juízes em Seu nome. Também suborno não tomarás; porque o suborno cega os que têm vista, e perverte as palavras dos justos. (Ex. 23:8) Não torcerás o juízo, não farás acepção de pessoas, nem receberás peitas; porquanto a peita cega os olhos dos sábios, e perverte as palavras dos justos. (Dt. 16:19) Maldito aquele que aceitar suborno para ferir uma pessoa inocente. E todo o povo dirá: Amém. (Dt. 27:25)

Pense nisto.
Sola Dio Glórias. 

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Neo-pós-modernismo é o Ato de Ajoelhar-se...diante de quem você se ajoelha????

"Por esta causa, me ponho de joelhos perante O Senhor nosso Deus"(Efesios 3:14).
Passo a usar um recurso que muitos pregadores chamam de " tomar o texto por pretexto",porém com um objetivo nobre, o de provocar em você meu leitor uma reflexão:Diante de quem você tem se ajoelhado? Paulo sabia o por quê e diante de quem se ajoelhar, por isso fez a declaração retroscitada, no entanto muita gente nos nossos dias tem dobrado seus joelhos diante de coisas, obstáculos e pessoas numa atitude que está verdadeiramente muito distante da Boa, Santa e Agradavél vontade de Deus.
O ato de ajoelhar-se tem o significado de reverência e humilhação, de reconhescimento da superioridade do outro mas, há pessoas que se ajoelham sem nem dobrar os joelhos. Ajoelham-se ao se curvarem diante dos erros por interesses obscuros ou por desconhescimento Bíblico,comentem os mais absurdos atos de subserviência. O ato de se prostar só tem sentido se feito ante o Único que é digno de receber adoração, o Deus todo poderoso criador dos céus e da terra. No tocante a nossa humanidade somos todos nivelados por baixo, não existem na terra homens que mereçam atitude de subimissão inconcional, não quero dizer com isso que não devemos ter a humildade de reconhecer o nosso erro com o próximo, pelo contrário, isto é fundamental. Portanto, as autoridades devem ser respeitadas,é Bíblico este mandamento,contudo jámais devem ser reverenciadas a tal ponto que não se possa questionar seus atos, ações e atitudes quando estes torcem ou ferem a Infalivél e Inerravél palavra de Deus. O capítulo quatro de Atos dos Apóstolos relata a ocasião em que Pedro e João são levados ao sinédrio, aliás esta é uma passagem na qual Deus deixa-nos claro quais são os limites de uma autoridade: A nossa submissão a elas depende da submissão de seus atos a verdade da Palavra de Deus.

Gosto muito do Filme: o Álamo _ O filme é baseado na história real de uma pequena missão católica, durante a guerra pela independência do Texas. O Álamo foi sitiado pelas forças do ditador mexicano Santa Anna, em 1836 e defendido durante 13 dias por um grupo de rebeldes texanos, liderados pelo coronel Davy Crockett, ao lado de Sam Houston, William B. Travis e pouco menos de trezentos outros soldados de nacionalidades diversas, numa sena de bate o Genaral Sam Huston( que da Origem nome do esdo de Huston Famoso nos Filmes de Fixção por se o Local onde fica Nasa, Ele Diz " Eu só Me Ajoelho Diante de Deus e Minha Lista termina ai." Os lideres da religião estatal queriam que Pedro e João parrassem de de falar de Jesus. O Pastor Pedro que não tinha rabo prezo e nem farpas na lingua disse ás autoridades de Israel: Julgai vós se é justo diante de Deus obedecer antes a vós que a Deus?".O sinédrium representava a autoridade maxima em termos de religião nessa época, do povo de Israel porém, foi prontamente questionado por um Pedro que conforme nos declara o verciculo oito deste mesmo: estava "cheio do Espirito Santo". Os limites de um médico sobre um tratamento medicamentoso são as condições impostas pelo fármoco do remédio. É ali que se verifica se a indicação foi correta. O Limite de uma autoridade Sacerdotal (Pastoral ) é a verdade Bíblica. É na Biblia que se virifica se a recomendação pastoral foi realmente a mais acertada. Por não saberem ou não entenderem este limite muitos se dobram diante de imagens,do dinheiro, do poder politico e eclesiástico, muitas vezes corrompidos.
O pecado não pode destruir um salvo, mas pode fazê-lo sofrer, não destruí-lo.
O diabo não pode destruir um salvo,pode até atrapalhá-lo,não destruí-lo,pois "Aquele que nasceu de Deus nos Guarda".há uma coisa que pode destruir um Crente isto está registrado na parte A do vercículo seis do capitulo quatro do Livro do Profeta Oséias " O meu povo está sendo destruido porque lhe falta o conhecimento".O servo de Deus e reformador da Igreja João Calvino diz: " A Ignorância é acima de tudo Ousada".Se os Homens fossem plenos conhecedores da Palavra de Deus ou cressem Nele, só se dobrariam diante de Jesus. Pois Ele é O Rei dos Reis e Senhor dos Senhores é diante Dele que um dia "todo joelho se dobrará e toda língua dirá só Jesus Cristo é Senhor".Veja bem diante de quem e de que forma e por quê você está dobrando seus joelhos.




Sola Dio Glórias.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Neo-pós-modernismo é a História mentirosa do catolicismo de Roma......

Neo-pós-modernismo é a História mentirosa do catolicismo de Roma.....em lugares como este onde moro ainda vemos pessoas que demonstram total e completa ignorância, acerca da verdadeira e negra história do catolicismo de Roma. Ainda ouço pessoas dizendo que a primeira Igreja que Deus deixou foi a Católica, em termos de História eu discordo, mais em termos de fatos teológicos eu concordo, Deus deixou o catolicismo a muito tempo, pois ele não tolera idolatria e o paganismo, mentiras e fingimento, além de perseguições veladas e campanhas imundas de desmoralização de pessoas que pregam a verdade de Deus, como a Bíblia diz que tem e deve ser feito. Agora vejamos um pouco de História. OBS.: Em 313 d.C., com o grande avanço da "Religião do Carpinteiro", o Imperador Constantino Magno enfrentava problemas com o povo romano e necessitava de uma nova Religião para controlar as massas. Aproveitando-se da grande difusão do Cristianismo, apoderou-se dessa Religião e modificou-a, conforme seus interesses. Alguns anos depois, em 325 D.C, no Concílio de Nicéia, é fundada, oficialmente, a Igreja Católica. Não foi Deus o Fundador da Igreja Católica, ela tem sua origem no Imperador de Roma, Político hábil, aliás Roma ta cheia de políticos[{( “Honestos”)}], não ria não, que é sério, continuando, Constantino construiu a Igreja do Salvador num Bairro Nobre de Roma Cujo Nome Era ? Imagina “”Vaticanus”” Ai os Bispos ( Papas ) foram Construindo seus Palácios em volta da retrocitada Igreja, isto deu origem ao atual Vaticano.. isto se deu por volta de 325 D.C – É realizado o Concílio de Nicéia, atual cidade de Iznik, província de Anatólia (nome que se costuma dar à antiga Ásia Menor ), na Turquia asiática. A Turquia é um país euro-asiático, constituído por uma pequena parte Européia, a Trácia, e uma grande parte asiática, a Anatólia. Este foi o primeiro Concílio Ecumênico da Igreja, convocado pelo Imperador Flavius Valerius Constantinus (285 - 337 d.C), filho de Constâncio I. Quando seu pai morreu em 306, Constantino passou a exercer autoridade suprema na Bretanha, Gália ( atual França ) e Espanha. Aos poucos, foi assumindo o controle de todo o Império Romano. Dêem uma lida melhor sobre isto em Tweets mentioning @JlJoseano,WWW.joseanolaurentino.blogspot.com,WWW.joseanoleao.blogspot.com

O fato é que hoje, não sei em outros lugares, mas nesta cidade onde moro estou enfrentado todo tipo de perseguição que você possa imaginar, desde calunias, injurias, difamação, por partes de servos leais desta denominação, o motivo desta campanha de “”Morte ao Herege Protestante”” é simples, eu sou protestante Histórico e não négo e nem mesmo escondo, como fazem alguns, até de supostas Igrejas reformadas. Olha, sabe o que é viver incomodados com a felicidade ou a tristeza de uma pessoa, estou avisando porque quando começarem a persegui você, você já vai está preparado(a)

Eu e a minha esposa e filho já viramos alvos dos mais baixos tipos de expedientes que um grupo pode fazer segundo uma fonte anônima que não quis se identificar, Tiraram umas fotos nossas e levaram em tamanho de cartaz para a missa e distribuíram as pessoas desta seita e deram instruções “por onde eles passarem façam estes e àqueles gestos e todo mundo tem de fazer. “ eu tenho algumas filmagens interessantes de como a coisa foi feita. Ou melhor está sendo feita. Não estou brincado nem inventado tenho provas do que estou dizendo, mais pasmem vocês, eles tem o apoio incondicional de seitas como Tjs e CCB e alguns falsos Crentes do meio Pentecostal. Está seita não mudou ela continua tão perversa quanto no tempo da Reforma. Aliás veja que o Concilio De Trento conservou tudo o que M.Lutero e João Calvino Condenaram.

Irmãos, cuidado com as aparências, os Romanos de hoje são tão ou mais Perversos e crueis quantos o que mataram Os valdenses e os huguenotes, Wycliffe e Huss.

Seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso

Se Me Matarem não escreverei mais, mas enquanto os freis e as Beatas não me matarem eu estarei aqui dizendo Sola Dio Glórias.

Obs:à partir desta postagem todos os meus blogs estarão com postagens diferentes, sobre este assunto vc ler em WWW.joseanoleao.blogspot.com