Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Refletindo sobre o dilema de Asafe no Salmo 73. E o meu dilema pessoal- parte II.


  Salmos 73 -1 VERDADEIRAMENTE bom é Deus para com Israel, para com os limpos de coração.Muitas têm sido as discutições sobre a autoria de Asafe, foi realmente o autor dos salmos que levam seu nome?, alguns até afirma que David escreveu e Asafe cantou, não acredito, porque  2 Crônicas 29-30 não nos permite uma posição diferente e isto é consubstanciado em Ne 12.46, não sei deva dizer que curiosamente, ou providencialmente este salmo é idêntico ao salmo 73 no que concerne ao tema.


O tema destes dois salmos e a prosperidade dos ímpios e o sofrimento dos justos, este salmo é o primeiro do terceiro livro na divisão dos Judeus, no versículo primeiro há dois pontos importantes a serem destacados, o primeiro é a bondade de Deus, o segundo é que esta bondade está  ligada diretamente a Israel,a igreja da primeira aliança.
A bondade de Deus não é uma ação, ato ou atitude distinto do ser de Deus e suas perfeições, Deus é bom porque a bondade  Dele é Ele mesmo em Si, a bondade é um de Seus atributos comunicáveis, mas devemos entender,que  em Deus a bondade é isenta de quaisquer limitações ou circunstâncias insufladoras.

No caso das criaturas morais, anjos e homens a bondade é limitada, a vontade de Deus que a derivou e as limitações de tempo, espaço e circunstâncias, mas na essência o único ser realmente  Bom no  universo infinofinto é o próprio Deus,  pensemos da seguinte forma, Deus é bom, os homens  tem atitudes boas e fazem boas obras,  porque no estado de pecado as nossas justiças são como trapo de imundice, logo não se pode confiar, que o homem seja bom, pois não há um justo se quer todos pecaram e destituídos estão da gloria de Deus.

A cruz foi um ato supremo da bondade de Deus, que como diz São Paulo em II Coríntios 5:19 Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação. Isto é bondade levada a extremo, Deus é bom isto é algo que a mente finita não pode conter, porque se Deus é bom, então como explicar o mal?Como entendermos o sofrimento dos justos? Estas questões tem intrigado filósofos e pensadores de todos os tempos e épocas.

O que é o mal frente à bondade de Deus? na minha perspectiva teológica o mal e só outra versão da bondade do supremamente Deus, mas isto é uma questão de minha teologia sistemática e que não vou discutir aqui, então pensemos em dois fatores justo combinados, primeiro, Deus é bom e o mal faz parte do seu projeto de governo universal.

Agora, vamos pensar na bondade de Deus em relação direta com Seu povo, no verso, o salmista diz:” com efeito bom é Deus para com Israel”, ele não diz que Deus é bom para o mundo ou para todas as nações e aqui vamos entender o porquê de certas questões relativas ao mal serem tão difíceis de compreender, mas Deus é Bom ao extremo para com seu povo e não com todos os seres do universo.    
                 

Toda a forma de bondade de Deus experimentada no mundo e em conseqüência da bondade do Senhor; para com sua igreja o mundo vislumbra atos de bondade,quando o sol nasce quando chove, em tudo o que é descrito como na maioria dos salmos.
Israel foi o povo escolhido por Deus em Abraão, a escolha de Deus de forma sistemática para formar a nação, que foi a Igreja em seu primeiro estágio, nunca houve um tempo em que a Igreja de Deus não estivesse sobre a terra, ela e o culminar da bondade de Deus na transformação de seres humanos pecadores, em filhos queridos.
Deus é bom para com a Sua Igreja e dentro dela os eleitos limpos de coração aqui, tem haver com a eleição e o fato de Jesus ter satisfeito a justiça de Deus na cruz e limpado os corações de Seu povo, como bem diz o texto de Mateus: salvou o seu povo dos pecados deles, se usarmos Efésios 1- 4: Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor.

Soli Deo Gloria.       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.