Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Refletindo sobre o uso da coisa pública e o bem do cidadão comum.


Isaías 10:11 Ai dos que decretam leis injustas, e dos escrivães que prescrevem opressão.
Moro em Araripina-PE a pouco menos de um ano, neste tempo já precisei do Hospital  Público por  duas vezes,devo dizer que em ambas  fui  bem tratado e atendido com o respeito que todo cidadão trabalhador merece,não a choque  tenha haver com o fato de trabalhar  em uma empresa de comunicação, porque vi outras pessoas sendo bem tratadas, atendidas com respeito e rapidez. 

Nesta véspera da Primeira Marcha de Araripina contra as drogas,provida pelo Sistema Grande Serra de Comunicação, órgão onde trabalho;e final da ocupação da Rocinha e Alemão-RJ  por forças do poder  público instituído pelo voto  do povo, eu venho refletir sobre o uso da coisa pública e o bem do cidadão comum.

Uma definição particular  de coisa pública seria mais ou menos assim:  coisa pública é tudo aquilo que pertence ao povo de uma nação soberana e democrática de ato e direito, sendo gerida pelos poderes representativos do povo ,” Todo o poder emana do povo e para o povo”  mas gosto da definição dada por :    http://quiosque.aeiou.pt/gen.pl?mode=thread&fokey=ae.stories/4791&va=5456&p=stories&op=view
O Cidadão comum entendido como aquele que não tem meios, recursos ou instrumentos para se fazer ouvir ou reivindicar seus direitos,que carece do bom desempenho de órgãos como Procon,OAB, Imprensa etc. Este cidadão está cada vez mais exigente e consciente de seu poder de botar e tirar políticos no poder.

Não se pede que ninguém seja santo e faça milagres, o que se quer de políticos eleitos para cumprirem seus mandatos é que a coisa do povo seja administrada e não roubada,desviada,surrupiada, etc; mas voltando a marcha contra as drogas,que gestor público não ficaria feliz em ter uma  iniciativa destas em sua cidade ? Aqueles que direta ou indiretamente tem envolvimento com o tráfico e os traficantes que ajudam a manter seu governo.

Um líder que rejeita cuidar da saúde de seus jovens e adolescentes não devia está no poder ,mas os psicopatas tem grande capacidade de enganar e manipular a opinião pública, com isto acabam se apoderando do que não lhes pertence e para manter  isto, se preciso, matam e ameaçam seus desafetos.
O  bem  estar do cidadão e da sociedade é o direito de todos e um dever do estado, as invasões bem sucedidas da rosinha e do Vidigal mostram que quando se quer fazer as coisas funcionarem direito neste pais, se consegue mesmo,espero que o MEC queira realmente concertar o falido e fracassado Enem.
Adicionar legenda

No mais, vamos a luta, ano que vem eles nos buscarão, olhemos seus resultados, seu desempenho e o mais importante, ficha limpa neles.
Soli Deo Gloria.     
          

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.