Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Fim do Mundo em 2012 ou Hoje para quem Morre no Pecado.


Talvez, estejamos começando de forma muito radical este assunto.
Mas de tempos em tempos surgem alguns besteiróis fundamentados em achologismos, estrambólicos, etc. que deixam muitas pessoas confusas, recebi o pedido de alguém que estando numa suposta igreja evangélica ouviu do seu pastor que o mundo vai mesmo terminar em 2012 , esta pessoa pediu que eu postasse no meu blog algo à respeito,WWW.joseanolaurentino.blogspot.com e WWW.joseano36leao.blogspot.com, primeiro devemos analisar a luz da História Universal, de onde vem está teoria do fim do mundo em 2012, veja algumas abordagens: Tudo começou com uma visão errônea que existe sobre o Calendário Maia, para alguns é mais complexo e preciso que o nosso (Gregoriano). Os Maias previram importantes fatos históricos utilizando o seu calendário. O mais conhecido é a chegada de Hernan Cortez, em oito de novembro de 1519.
O mesmo calendário prevê uma mudança radical para o solstício de inverno (verão no hemisfério sul) de 2012. Em 21 de dezembro de 2012 acontecerá um fato que mudará o nosso planeta da forma que conhecemos. Terceira Guerra Mundial, Crise Econômica se transformando em Depressão Econômica Mundial, Cometa, Planeta, Nova Ordem Mundial? Só Deus sabe!
O fato é que várias outras previsões se relacionam com a data de passagem do Calendário Maia. Alguns estudiosos do "I Ching" com a teoria de "Time Wave Zero" prevê o final dos tempos também em 21 de dezembro de 2012.O I Ching, ou Livro das Mutações, é um dos mais antigos textos clássicos chineses que ainda podem ser lidos. Antigamente este livro de sabedoria era chamado apenas pelo ideograma I, que significa entre outras coisas "mudança" ou "mutação". Depois foi acrescentado o "Ching" (Clássico).
Além do I Ching previram ou teriam previsto algo grandioso para a data semelhante em 2012 o mago Merlin; a Bíblia; Sibyl, oráculo romano; Delfos, na Grécia; Web Bot Project (programa que faz previsões a partir do que é escrito na Internet); entre outros profetas. Daí que temos um monte de baboseiras que não levam a nada em termos de Evangelização ou de aprendizado teológico,
Afirmamos que é verdade o mundo, vai acabar mesmo em 2012.Para quem morrer no Pecado, sem Deus sem Paz e sem Salvação.Para Políticos incompetentes que não se manterão em seus mandatos. (Regalias como dinheiro público).Para quem não renunciar o Pecado e não viver para Cristo por meio da graça, (Mundo do pecado).Os dispensacionalistas devem dizer que o mundo não vai acabar antes do milênio.
Outros simplesmente dizem que o mundo não vai acabar em 2012, mas não sabem explicar.
O mundo não vai acabar em 2012 porque Deus não disse isto em sua palavra.

E se formos fazer alguns cálculos sobre isto saberemos que a terra ainda tem pelo menos que aguardar a segunda vinda de Cristo e ainda não vai ser o fim do mundo.Mas para nós Cristãos por toda a história creram, e continuam crendo, na promessa que Jesus Cristo voltará à terra com poder e glória. Cremos que seu reino eterno será estabelecido por Ele nos novos terra e céu, e que serão dias de grande e eterna benção, justiça e paz incomparáveis. Também entendemos por meio das Escrituras, que a vinda de Cristo porá um fim aos dias da grande tribulação, e acabará com o mundo como o conhecemos hoje, e que o castigo de Deus será sobre a terra nos dias do fim. Sua vinda marcará o fim do governo humano, e dará começo ao governo celestial do Reino de Deus, o Reino, ou o Reino dos Céus, de acordo como o chama o evangelista em Mateus. Será então o fim deste século (ou idade, ou era), como o descreve Jesus Cristo em Mateus 24; Marcos 13; Lucas 13:35-48; 21. Juntamente com isso, cremos em outra promessa de Cristo, que disse que voltaria por nós, e nos tomaria a Si mesmo, para que onde Ele esteja, estejamos nós para sempre com Ele (João 14:2-3). Este evento é conhecido como o arrebatamento da igreja, de acordo com:I Tes. 4:16-1716 . Porque o Senhor mesmo descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17 . Depois nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados juntamente com eles, nas nuvens, ao encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.Este evento terá lugar em algum ponto futuro em nossa era, marcando assim o fim do mundo. Agora podemos fazer a pergunta que encabeça este estudo: QUANDO SERÁ O ARREBATAMENTO DA IGREJA?
Ainda que haja alguns grupos Cristãos que não creiam que ocorrerá tal evento, a maioria dos Cristãos de fé ortodoxa, creem que ocorrerá. Como já dissemos, entre os que creem que haverá um arrebatamento dos santos para receber ao Senhor nos ares, existem variadas crenças, ou doutrinas, sobre quando há de ocorrer este evento. Alguns crêem que ocorrerá sete anos* antes do fim do mundo, outros que ocorrerá no meio dos sete anos, e outros creem que ocorrerá ao final da tribulação, ao final da grande tribulação, no último dia.*(Os pré-tribucionalistas crêem que a tribulação final durará sete anos). Não será em 2012, precisamos está preparados, é certo que Jesus disse: “O dia e a hora ninguém sabe, nem ainda os anjos dos céus, apenas o Pai que está nos Céus” Mateus 24:36. É um erro tratar de datas, dias, e horas como têm feito alguns falsos profetas e falsos mestres, e que têm caído em vergonha. Agora, é interessante ver que ainda que Jesus não tenha dito nem a data nem a hora, nos deu sinais e tempos, pelos quais devemos olhar para ter idéia de quando serão estas coisas. Em Mateus 24: 42,44 Jesus disse: “Vigiai, pois, porque não sabeis em que dia vem o vosso Senhor... Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem.” O crente é chamado a vigiar, esperando a “vinda do Filho do Homem”. Jesus, além disso, nos deixa dito: “Aprendei, pois, da figueira a sua parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas essas coisas, sabei que ele está próximo, mesmo às portas.” Mateus 24:32-33.


Muitas pessoas não o sabem,mas este mundo chegará ao fim. Elas
pensam que o mundo existirá por tempo indeterminado, devido ao fato
que ele permanece da mesma maneira desde que o conhecem. Alguns
imaginam: quando o nosso sol extinguir- se, então, o mundo chegará 
ao fim; ou: se acontecer uma guerra nuclear, a humanidade deixará de existir. Entretanto, independentemente dessas perspectivas, as pessoas sentem que o mundo simplesmente perpetuará sua existência.Aqueles que mantêm esse ponto de vista ignoram duas coisas. Primeira: o mundo já sofreu uma destruição catastrófica, ou seja, o Dilúvio, na época de Nóe. Deus julgou o mundo antigo por causa de sua depravação e executará juízo sobre o mundo novamente. Segunda: as palavras de Jesus e da Bíblia a respeito do fim do mundo. O que podemos conhecer sobre o fim deste mundo? O que nos espera  adiante? Considere estas seis verdades sobre as quais você pode ter certeza.Jesus, o eterno Filho de Deus, jáveio a este mundo, como alguém especialmente

comissionado por Deus,o Pai. Ele nasceu de uma virgem,curou enfermos e ressuscitou mortos;
ao ser crucificado e morto,sofreu o castigo que os pecadores mereciam; ressuscitou dentre os mortos ao terceiro dia e agora está entronizado, com poder, à direita de Deus.
Ele virá a este mundo novamente.Mas, naquela ocasião, será em glória, com todos os anjos de Deus.
Sua volta não será apenas uma manifestação espiritual; Ele retornará em forma física, de modo que todos os
homens O vejam. Eles saberão que é o próprio Senhor Jesus e não outra
pessoa qualquer (Mt 24.27-44).
Então podemos,afirmar  Que: Nós, evangélicos protestantes, cremos que a Bíblia responde às questões básicas levantadas em todas as épocas e em todos os lugares. Entretanto, a questão que está sempre presente na mente e no coração de todos os seres humanos é a questão relacionada com o futuro. "O passado a gente conta, o presente a gente curte, e o futuro a gente tenta adivinhar". Esta parece ser a filosofia da maioria das pessoas e de várias religiões.

A história da escatologia cristã em geral reflete essa batalha entre o passado, o presente e o futuro. Vários teólogos evangélicos protestantes têm escrito sobre o assunto. A história da igreja tem revelado que, durante os primeiros cinco séculos, os cristãos não se preocupavam muito em desenvolver uma doutrina escatológica. É bom ressaltar, entretanto, que a ausência de um dogma sistematicamente formulado nunca significou a ausência de crenças e esperanças escatológicas. Pelo contrário, durante os primeiros cinco séculos os cristãos criam na vida após a morte, na segunda vinda do Senhor Jesus, na ressurreição dos mortos, no julgamento final, em tribulações e na criação de um novo céu e de uma nova terra. Mas a escatologia, como doutrina sistematizada, tal qual nós a temos hoje, não foi desenvolvida durante aquele período. Basta lermos o credo apostólico para percebermos essas crenças, porém sem um desenvolvimento cronológico ou sistemático da doutrina.
Mesmo durante a Idade Média, até o início da Reforma Protestante, os cristãos daquela época também criam nesses ensinos, mas havia "pouca reflexão sobre a maneira pela qual" os fatos se desenvolveriam, especialmente sobre o aspecto cronológico da escatologia bíblica.Já os reformadores protestantes sem dúvida refletiram mais sobre a questão escatológica. Em parte, foram motivados pela disputa teológica com a Igreja Católica, que ensinava o purgatório, por exemplo. Os teólogos reformados, portanto, fizeram muita ligação entre a escatologia, a soteriologia (a glorificação dos salvos) e a eclesiologia (a igreja triufante etc). Na atualidade, o racionalismo, o evolucionismo, o existencialismo, juntamente com o liberalismo teológico, provocaram uma reflexão mais profunda por parte dos protestantes ortodoxos, já que todos aqueles ismos atacavam todo tipo de ensino sobre a certeza de alguma realidade futura. Berkhof e outros protestantes reformados reconheciam que o liberalismo teológico ignorava totalmente os ensinos escatológicos do próprio Jesus Cristo, colocando toda a ênfase simplesmente nos preceitos éticos do Senhor. O racionalismo, o evolucionismo e o existencialismo filosófico, por sua vez, desconsideram qualquer ensino escatológico: na melhor das hipóteses, a escatologia bíblica não passa de uma utopia mitológica.
Porém
Desde os tempos apostólicos a Igreja crê que estamos sob o reinado de Cristo e sua Igreja. As profecias do Velho Testamento não fracassaram quando da primeira vinda de Cristo, pelo contrário, tiveram espiritualmente,o resultado previsto. O descendente de Davi assentou-se no trono, eternamente,conforme nos assegura Pedro, ou seja, que Cristo assentou-se no trono de Davi e afirma que isto aconteceu quando da sua ressurreição ( At 2.30,31). Em 1 Co 15.25; Mt 28.18; Ef. 1.22 contundentemente apresenta Jesus como Senhor reinando. É verdadeiro malabarismo teológico deslocar o senhor Jesus da destra do trono de Deus e fazê-lo assentar num trono temporal, que, inclusive renunciou na sua primeira vinda (Jo 6.15 e 18.36).


È Isto, não Será em
2012
A todos, um Feliz 2010 Sola Dio Glórias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.