Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Deus e a Biblia Contra a Veneração de Imagens




Para servirmos a Deus com fidelidade,precisamos não apenas distinguir as coisas que diferem, mas também preservar a conexão entre as coisas que Deus uniu. A lei e o amor
são esse tipo de coisa que Deus uniu. São parceiros inseparáveis. Quando Martinho Lutero disse:
.Ame a Deus e faça o que te parecer melhor., ele tinha algo a comunicar, ou seja: se você verdadeiramente ama
a Deus, fará aquilo que agrada a Ele.
Mas isso ainda levanta uma pergunta:
O que agrada a Deus? Por isso a
frase de Lutero precisa de alguma
explanação, para que não pareça uma
questão demasiadamente simplificada
ou confusa.
Uma das maiores dificuldades ao
lidar com esse assunto são as muitas
formas em que as palavras lei e amor
são empregadas na Bíblia. Nas Escrituras
lemos a respeito do amor a
Cristo, do amor à esposa, do amor
ao próximo, do amor aos nossos inimigos
e de um amor especial e
peculiar pelos irmãos. Inúmeros livros
têm sido escritos acerca dessas
duas pequenas palavras, lei e amor.
Todo o verdadeiro cristão quer
saber como agradar a Deus. O desejo
vem com o novo nascimento e imediatamente
nos impulsiona rumo à
Bíblia, onde a vontade de Deus é expressa.
Mas como é que Deus expressa
a sua vontade? Será que Ele
diz: .Ame.; ou será que Ele expres-
Se me amais, guardareis os meus mandamentos.
(João 14.15)
Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus
mandamentos; ora, os seus mandamentos não são penosos.
(1 João 5.3)
24 Fé para Hoje
sa sua vontade ao nos dar seus mandamentos?
A Bíblia claramente faz
as duas coisas, o tempo todo, nos ensinando
o relacionamento adequado
entre a lei e o amor.
Precisamos fazer uso de nossos
melhores esforços para discernir qual
é esse relacionamento. Há uma vasta
gama de livros, debates e opiniões
sobre este assunto. Por isso mesmo,
saber escolher entre essas várias possibilidades
requer oração e uma obra
plena do Espírito Santo, único verdadeiro
Professor. Que Deus nos dê
discernimento para distinguir as coisas
que diferem e para juntar as coisas
que precisam ser compreendidas
como pertencentes uma à outra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.