Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A verdade sobre a prisão e sentença de morte do pastor iraniano Yousef Nadarkhani.

 Deuteronômio 33:21- E se proveu da melhor parte, porquanto ali estava escondida a porção do legislador; por isso veio com os chefes do povo, executou a justiça do SENHOR e os seus juízos para com Israel.


A primeira verdade sobre a prisão do Pr. Nadarkhani, a nacionalidade dele é Iraniana, e não dá para a diplomacia de qualquer outra nação interferir na forma como um país aplica sua justiça em seus cidadãos, é complicado a ingerência na soberania nacional de outro país.
A segunda verdade é: ele é apenas um pastor evangélico, que mundo afora com escândalos e coisas do gênero está ficando uma classe sem moral e credibilidade, se ele fosse um jornalista, médico, um correspondente de uma grande revista os de sua nacionalidade fosse por exemplo americana aí a coisa seria diferente.   

Vamos observar o desenrolar do caso dos dois conselheiros militares dos EUA mortos ontem lá em Cabul por chamarem o Alcorão de livro ruim, foram mortos a tiros e o autor dos disparos era possivelmente um policial afegão.
Vejam que imediatamente a França condenou o ato e já ameaçou retirar toda a sua representação diplomática do Afeganistão, mais sabem o que o Presidente paquistanês Hamid Karzai prometeu a população, que todos os que queimarem o livro sagrado serão punidos.

Mais isso só se dá porque os Cristãos não são como os mulçumanos, que ainda carregam consigo as lembranças das cruzadas e de milhares de seus conterrâneos mortos até a chegado de Saladino, um pouco depois da traiçoeira morte do Califa Ali o belo, que indiretamente dizem ter dêdo ocidental na busca de Petróleo.
Nadarkhani está preso desde 2009 com a acusação de ‘apostasia’. Depois de ser sentenciado à morte, o tribunal de Rasht encaminhou o caso para o aiatolá Aki Khamenei que ainda não se manifestou. No mês passado, ele teria recebido de líderes do governo livros que o incentivariam a desacreditar na Bíblia e voltar a ser muçulmano.  
   
  O que podemos fazer é orar e continuar nossas mobilizações, mais é fato que só um milagre de Deus e não da incompetente e fingida diplomacia ocidental como um todo, pois se eles quisessem já teriam sim, tirado o Pr., assim como fizerem com os soldados americanos presos na China que já tinha armas de destruição em massa.
Soli Deo Gloria.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.