Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 10 de abril de 2010

Deus é a Biblia a Corrupção Espiritual Parte I

Não Há como negar, que um dos mais importantes meios ultilazados por Satanás hoje seja a Corrupção espiritual, os crentes ou Cristãos estão se envolvendo em situações, com e pelas quais a corrupção está tomando conta de suas vidas. mas   1 αυτη η βιβλος γενεσεως ανθρωπων η ημερα εποιησεν ο θεος τον αδαμ κατ´ εικονα θεου εποιησεν αυτον 2 αρσεν και θηλυ εποιησεν αυτους και ευλογησεν αυτους και επωνομασεν το ονομα αυτων αδαμ η ημερα εποιησεν αυτους 3 εζησεν δε αδαμ διακοσια και τριακοντα ετη και εγεννησεν κατα την ιδεαν αυτου και κατα την εικονα αυτου και επωνομασεν το ονομα αυτου σηθ 4 εγενοντο δε αι ημεραι αδαμ μετα το γεννησαι αυτον τον σηθ επτακοσια ετη και εγεννησεν υιους
και θυγατερας 5 και εγενοντο πασαι αι ημεραι αδαμ ας εζησεν εννακοσια και τριακοντα ετη και απεθανεν 6 εζησεν δε σηθ διακοσια και πεντε ετη και εγεννησεν τον ενως 7 και εζησεν σηθ μετα το γεννησαι αυτον τον ενως επτακοσια και επτα ετη και εγεννησεν υιους και θυγατερας 8 και εγενοντο πασαι αι ημεραι σηθ εννακοσια και δωδεκα ετη και απεθανεν 9 και εζησεν ενως εκατον ενενηκοντα ετη και εγεννησεν τον καιναν 10 και εζησεν ενως μετα το γεννησαι αυτον τον καιναν επτακοσια και δεκα πεντε ετη και εγεννησεν υιους και θυγατερας,

Mas, se é possível conhecer a Deus sem conhecer muito sobre ele, o que significa conhecer a ele? Se conhecer a Deus significar ter companheirismo com ele, então, isso envolve comunhão, que, conseqüentemente, requer a troca de pensamento e conteúdo intelectual, dessa forma, trazendo de volta o conceito de conhecimento sobre algo. Uma pessoa não pode se comunicar com outra sem trocar informação na forma de proposições, ou de uma maneira na qual a informação conduzida seja redutível a proposições. Como alguém conhece a Deus, senão através de conhecer sobre ele? Alguém pode esponder que conhecemos a Deus através de experiências religiosas, mas até isso é definido e interpretado pela teologia, ou conhecimento sobre Deus. O que é uma experiência religiosa? Como alguém sabe que a recebeu? O que um sentimento ou sensação particular significa? Respostas para estas questões podem somente vir pelo estudo da revelação verbal de Deus. Mesmo se fosse possível conhecer a Deus através da experiência religiosa, o que a pessoa ganha ainda é um conhecimento sobre Deus, ou uma informação intelectual redutível a proposições.
Hoje, nós olharemos para a corrupção do lado de dentro da igreja. Vamos trazer a questão para nós e, se o Espírito Santo de Deus nos permitir, chegaremos ao final com uma decisão de mudanças para as nossas vidas.1.A corrupção é um pecado – Lucas 13:32 O que é a corrupção? É um roubo? Uma forma mais sofisticada de dizer isso é: Apropriação indevida de bens públicos. Essa é uma forma sintetizada da definição múltipla que o termo nos oferece. Mas há um uma outra forma de entendermos a corrupção: Engano.O engano é o meio pelo qual a cobiça se manifesta para atingir aos seus objetivos. Vejamos como isso funciona: O homem deseja alguma coisa que não tem e não pode ter. Para conseguir terá que enganar alguém ou o sistema que protege o bem desejado. O engano é feito de forma que a pessoa se aproprie do bem desejado sem que outros percebam. Isso é corrupção! Vejamos uma das formas mais corriqueiras de corrupção na igreja: Os dízimos! Em Mal. 3:8-10. Nesse texto o Senhor faz uma pergunta retórica, aquela que muitos podem estar perguntando nesse momento: Pode o homem roubar a Deus? Essa frase se encaixa perfeitamente na nossa descrição de corrupção. Parafraseando, ficaria dessa forma: Pode um homem se apoderar ilicitamente de algo que é de Deus? A resposta de Deus é incontestável: Sim, o homem pode se apoderar de algo que é meu.

O engano é tão utilizado na sociedade secular que parece ser comum conseguir benefícios de maneira ilícita. No final, todos estão tentando sobreviver em um mundo cruel. Se não fizermos isso sairemos do mercado, não conseguiremos o que precisamos ou os outros passarão a perna em nós.
Antes de prosseguir, veremos que o pecado de engano no livro de Malaquias é amaldiçoado por Deus – v. 9 Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, vós, a nação toda.Se o engano é algo que não pode ser parte da vida de um cristão, como podemos avaliar as seguintes ações: - Um empresário sonega impostos e paga seus funcionários por fora para não pagar mais impostos sob a justificativa de que não sobreviveria no mercado se tiver que pagar tudo o que o governo cobra. - Um outro empresário suborna um oficial do governo para que ele ganhe uma licitação, alegando que outros fazem a mesma coisa e, se não fizer não consegue trabalho no seu ramo.- Um vendedor ambulante paga propina semanal a um fiscal do governo para não ser importunado ela falta de licença, julgando ser esta a única forma que tem para trabalhar.- Uma senhora que dá aulas particulares não declara seus ganhos no imposto de renda, admitindo que é errado, mas afirmando que a mordida do leão sobre seus rendimentos são altos demais.
 Uma jovem universitária conseguiu um trabalho no escritório de um político. O único problema é que este político é o pai da moça. Ela não sabe de nada no gabinete, pois está estudando para ser engenheira, mas defende a legalidade da ação porque é de confiança.- Um senhor aposentado pagou o cafezinho para o guarda de trânsito para que seu carro não ficasse retido em uma blitz. Afinal de contas, ele havia se esquecido de conferir os itens de emergência do carro, mas isso não é tão ruim assim. Um jovem trabalha como Office Júnior e sempre que pode, ele superfatura uma compra para ficar com o troco. Geralmente, ele faz isso na Drogaria da esquina, onde o vendedor divide a renda.- Um pastor ou padre recebe de um político uma mesa de som novinha, sem questionar de onde vem o dinheiro. Ele cita versos bíblicos para justificar a transação, como Lucas 16:9 E eu vos recomendo: das riquezas de origem iníqua fazei amigos; para que, quando aquelas vos faltarem, esses amigos vos recebam nos tabernáculos eternos. Eu não vou comentar esse versículo! ,você acha que há cristãos fazendo esse tipo de coisa? Eu gostaria de imaginar que não. Quando os fiéis adquirem o hábito de fraudar ou enganar o sistema, a maldição de Deus cai sobre eles! Não importa a justificativa que damos. Suborno, sonegação, nepotismo, fraudes, desvio de dinheiro, lavagem de dinheiro, superfaturamento de obras ou vendas, receptação de bens comprados com dinheiro oriundo de corrupção e associação com atos de corrupção é pecado! Não importa a quantidade que está envolvida na transação.


O rapaz que superfaturou a notinha da farmácia – ganhando talvez R$ 5,00 fez exatamente a mesma coisa que um governador que desviou mais de cem milhões de reais na construção de uma ponte, um túnel e uma rodovia! O crime é o mesmo! Inclusive para Deus. Jesus, com uma só palavra, revelou a realidade do sistema romano. Ele chamou o rei Herodes de raposa. Esse termo era, talvez, muito mais conhecido no meio judeu do que no meio romano, por isso, quem ouviu entendeu. Jesus estava chamando-o de enganador, um trambiqueiro, um falsário. A palavra raposa – ou o seu plural ‘raposas’ – é utilizada quatro vezes na Bíblia e somente uma vez ela tem a conotação sobre o animal de maneira literal. As outras três vezes apontam para alguém que engana, um espertinho. Em Cantares 2:15, o autor ordena que as raposas que destroem os vinhedos sejam apanhadas. Elas correm pela plantação e enganam os olhos do fazendeiro, comendo no momento de dar flores. Em Ezequiel 13:4 os profetas falsos de Israel são comparados a raposas que se escondem nas ruínas do deserto. No versículo 10 do mesmo capítulo a explicação do ver. 4 fica bem clara: “Visto que andam enganando, sim, enganando o meu povo, dizendo: Paz, quando não há paz”Eu te digo, há muitas raposas no Reino de Deus.1.A ineficácia na nossa missão - Filipenses 3:15-21 Quando a corrupção entre na igreja nós nos esquecemos daquilo que recebemos de Deus. Você se lembra do projeto de Deus para nossa vida? E sobre a missão da igreja, você deve se lembrar d texto em Mateus 28:19-20.

Como nós vimos no sermão anterior, a vida cristã tem uma característica altruísta. Nós fomos salvos para espalharmos as Boas Novas no mundo e viver de acordo com a Palavra de Deus. Mas isso não é algo automático, precisamos crescer nisso para podermos agradar a Deus. O problema é que a nossa sociedade é confusa nas direções que ela passa para a população através de seus profetas, os filósofos de plantão. Há muitas agências dizendo que precisamos ser tolerantes e viver em união, mas propagam o individualismo e a competição à base do hedonismo, ou seja, o prazer pessoal em primeiro lugar. Os que bradam contra a injustiça social na televisão recebem salários de mais de cem mil reais todo mês! Os canais de assistencialismo aparecem todo ano em momentos convenientes para mostrar que alguma coisa está sendo feita, mas nunca o suficiente para mudar o pensamento egoísta que paira na sociedade.Como a comunidade cristã vive nesse mundo é possível que estejamos sendo contaminados por essa filosofia. Nós podemos criar dentro de nós uma avareza espiritual de maneira que deixemos de sentir as conseqüências da corrupção, por menor que seja.Paulo critica pessoas que vivem assim. Vamos ler o texto de Filipenses 3:15-21. Aqui Paulo revela que não basta ter boas intenções. Não podemos ficar olhando para melhoras insignificantes, pois, quando o engano toma conta do coração do homem a corrupção floresce na sociedade.O texto de Filipenses mostra que há pessoas que atestam a vida cristã, mas negam a eficácia da cruz, que nos traz a vida digna. Homens religiosos que se apresentam na sociedade como cristãos, mas não produzem a vida digna de Deus são reprovados na fé. Segundo Paulo, eles olham somente para o seu próprio interior e fixam sua visão nas coisas do mundo, nas coisas terrenas. Esse é o verdadeiro mal do século XXI dentro da igreja. Estamos sendo transbordados por uma enxurrada de desejos terrenos justificados com versículos retirados do contexto original. Ouvimos testemunhos de riquezas, mas não questionamos nem o propósito dessas riquezas muito menos os meios pelos quais tais riquezas foram adquiridas. A verdade é que nos entregamos ao engano sem saber que estávamos caminhando para a perdição.
Queridos, como iremos realizar a nossa missão com o engano pairando sobre as nossas cabeças? O evangelismo feito entre os não cristãos aponta para essa vida digna, mas quando os novos convertidos entram para as igrejas, eles descobrem que o processo de transformação te pouca eficácia na vida real das pessoas. O engano continua vivo assim como seus desejos terrenos. As nossas igrejas estão pouco preparadas para apresentar vidas transformadas pelo poder de Deus e isso influenciará na missão final da Igreja. Precisamos resgatar nosso desejo de vivermos de modo digno e com a esperança de sermos regenerados pelo Senhor, apartando-nos das coisas da terra como sendo nosso alvo maior. Deus é o nosso alvo, a cobiça e o engano nos levarão diretamente a corrupção. Lute contra isso e estará cada vez mais próximo de Deus. 1.A ira de Deus sobre os desobedientes - Deut 31:29 Uma das maiores mentiras contadas pelos filósofos atuais é que a vida hedonista não traz conseqüências. Dentro da igreja esse ensino diabólico é maquiado com uma das doutrinas mais puras da Bíblia: A doutrina da Graça. Cristãos hoje em dia estabeleceram que Deus é cheio de graça e, por isso, ele não pune, não retira sua mão, não permite que as coisas dêem errado. Muitos cristãos vivem contando com a ação corretiva de Deus nos seus caminhos tortuosos. Em outras palavras, o cristão faz o que quer, vive como quer e se preocupa pouco com os desígnios de Deus, sua vontade e sua lei. Mesmo assim, quando as coisas dão errado, o cristão julga que isso é coisa de satanás barrando as suas bênçãos. Talvez, o cristão esteja colhendo o que plantou, assim como está escrito em Gálatas 6:8.

Pare e pense um pouco sobre o que pode te levar à corrupção. Os exemplos dados acima revelam muito mais que não estamos buscando a excelência no que fazemos do que uma conjuntura que nos leva a ser corruptos. Quando fazemos tudo com excelência nosso trabalho é abençoado para os propósitos de Deus. Além disso, Deus tem uma promessa de cuidar de você. Talvez isso não signifique morando no melhor bairro da sua cidade, com o melhor carro e com o melhor salário, mas Deus tem cuidado de você, de acordo com 1 Pe 5:7.
 Uma vez nós descansamos na qualidade daquilo que fazemos, nós teremos que lançar mão da corrupção para sermos o que não podemos ser e termos o que não conseguimos ter por meios honestos.
Para quem pensa dessa forma a mão de Deus poderá pesar. Moisés viu que isso iria acontecer com o povo de Israel. Triste, você não acha? Ele sabe que está para morrer, por isso ele chama os chefes do povo e toma por testemunha o céu e a terra. Ele sabia que o povo iria se corromper depois da sua morte. Eles iriam se envolver com deuses estranhos e isso mudaria a forma justa de viver do povo. A pobreza iria se instalar, o suborno iria passar a ser a norma nos tribunais, os órfãos e viúvas não seriam mais assistidos e a escravidão dos fracos pelos fortes seria mantida, tudo isso porque o povo se afastaria de Deus. Eu tenho um verdadeiro receio daquilo que pode vir sobre a igreja por causa da infiltração da corrupção no nosso meio. Além de não conseguirmos produzir cristãos verdadeiramente transformados pelo Espírito Santo estaremos sob julgamento de Deus, estaremos provocando a sua ira. O que é que a graça de Deus tem a ver com isso? Com pode um Deus de amor amaldiçoar o seu próprio povo? O que mais pode ser feito em um momento como esse? 1.Armas contra a corrupção na Igreja – Atos 8:22-24
ma vez a corrupção entra no cotidiano das pessoas o problema passa a ser muito grande. Diante de Deus, não temos muito que dizer. Talvez a única coisa que podemos alegar é ignorância, mas isso deverá nos levar a um abandono total dessas práticas. Neste momento, um rompimento total com qualquer ação que possa ser reconhecida como corrupção deve guiar os nossos passos em direção a luz.
Sei que isso é difícil. Muitas pessoas não ficarão convencidas o suficiente por estas palavras para mudar seu comportamento. Isso não importa! É com você que eu estou falando, com você que se importa, que deseja servir a Deus de uma forma que o agrade. Não podemos ficar de braços cruzados mediante uma grande tragédia por causa daqueles que não entendem essa tragédia. Se de todos os cristãos que ouvirem essa mensagem 50% decidir combater a corrupção, nós já estaremos fazendo um grande avanço no mundo cristão. Veremos o copo meio cheio e não meio vazio. Mas, eu ainda tenho um argumento para finalizar. Em Colossenses 1:9-14 o apóstolo Paulo revela uma profunda preocupação com os fiéis a fim de tenham uma vida digna de Deus. Como conseguimos viver essa vida? O próprio texto nos mostra: Precisamos conhecer a vontade de Deus com sabedoria e entendimento espiritual. Isso é oração e devoção à sua Palavra. Pergunte a Deus sobre suas dificuldades financeiras e apresente para Ele essas oportunidades de aumentar os seus ganhos ou de se manter no mercado. Ele somente poderá te guiar nisso. O que você considera ser um modo de viver digno de Deus? O texto também nos mostra: Em primeiro lugar, devemos confirmar o que dissemos na palestra passada: Um viver digno é aquele que agrada a Deus e não à nós mesmos. Além disso, essa vida dá frutos e esses frutos são boas obras, para quem? Para nós? Não, para os outros! Isso nos levará a um conhecimento de Deus maravilhoso o que nos inaugurará em uma vida de poder, perseverança, longanimidade e alegria. Você quer ter essa vida? Eu quero viver assim. Cheio do poder de Deus, do seu conhecimento e da sua alegria. O combate a corrupção poderá nos colocar nas vias da felicidade de uma vez por todas! Nós estaremos rompendo com um sistema viciado em injustiça e deixaremos de ser instrumentos de iniqüidade e passaremos a ser instrumentos de justiça! É isso que a Bíblia nos diz em Rm 6:13! Deus tem um propósito para sua igreja neste início de século. Enquanto não há ninguém combatendo a corrupção de maneira pontual, chamando a responsabilidade para o seu meio, a Igreja do Senhor Jesus Cristo abraçará a causa. Sabemos que há milhões de cristãos no Brasil. Podemos dizer que somos mais que 90% de toda população brasileira e isso nos mostra que precisamos combater a corrupção aqui dentro.
Vamos unir forças! Se você é católico, una-se com os irmãos protestantes. Se você é protestante, una-se aos irmãos católicos! Isso não será difícil, uma vez que a Palavra de Deus unir as lideranças, os diversos grupos atuantes e os fiéis. Uma grande onda de união no povo cristão irá favorecer as mudanças que tanto necessitamos do governo e dos órgãos que deveriam estar combatendo a corrupção.O chamado de hoje é para que você decida por combater a corrupção na sua vida, no seu dia-a-dia. Um novo dia está para nascer e eu espero que Deus nos encontre trabalhando contra a corrupção espiritual.






Sola Dio Glória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.